Recursos Humanos RH em BH
5 frases desastrosas na hora da entrevista de emprego

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Postura em Redes Sociais - Como você pode ser visto?

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Marketing pessoal: um dos pilares para o sucesso

terça-feira, 28 de março de 2017

A importância do feedback

quinta-feira, 30 de março de 2017

Recursos humanos ou departamento pessoal?

terça-feira, 11 de abril de 2017

6 dicas para arrasar na entrevista de emprego

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Plano de carreira: faça já o seu

terça-feira, 18 de abril de 2017

3 motivos para ter um profissional RH

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Recursos Humanos RH em BH
Recursos Humanos RH em BH
Recursos Humanos RH em BH

Procrastinação - A arte de deixar para amanhã o que se pode fazer hoje.

Inovar BH      sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos
Por que fazer hoje o que se pode fazer amanhã? O problema é que o amanhã é aquele lugar que ninguém viu ou sabe onde fica! O ato de deixar para amanhã e no dia resolver adiar mais uma vez pode ser definido como procrastinação.
 
A maioria das pessoas tem por costume fazer que é urgente e não ao que é prioridade. Por isso ocorre a procrastinação das tarefas menos atraentes. Isso não seria problema se não fosse recorrente, mas quando se torna um hábito isso se torna procrastinação, com impactos negativos nos resultados do trabalho.
 
A procrastinação geralmente acontece com tarefas que consideramos chatas e monótonas, sempre se cria diversas justificativas para não começar aquela atividade.
 
E aquelas metas que são traçadas todo final de ano, toda segunda-feira, todo ínicio de mês... nem sempre elas são atingidas, frequentemente o que falta é força de vontade, iniciar e terminar, dar continuidade até conseguir o que almeja. E daí o tempo passa e os objetivos se desfazem, deixando apenas o sentimento de frustração.
 
Qual seria a solução para acabar com a procrastinação, então? Primeiramente é necessário encontrar o que motiva a e o que se quer alcançar. A partir de então é preciso policiar o comportamento mediante a busca do objetivo traçado.
 
A força de vontade tem que ser a mola propulsora, partindo do principio de que as atitudes positivas devem ser cotidianas e habituais.
 
O hábito é formado por três elementos básicos:
Gatilho = aquilo que servirá como lembrete para a execução de uma determinada tarefa
Rotina = aquilo que você deseja ter como ritual diário
Recompensa = o ideal é escolher uma recompensa mais imediata e palpável
 
5 dicas para facilitar a implementação de um novo hábito e podem ajudar bastante:
1. Escolha um hábito fácil de colocar em prática. 
2. Aumente aos poucos a “dificuldade” de seu hábito. 
3. Divida seu hábito em blocos de tempo. 
4. Saiu da linha? Volte imediatamente. 
5. Anote seu progresso em um calendário. 
 
Você é o único responsável por suas escolhas e o único que pode fazer algo para mudar sua vida. Viver apenas apagando incêndios, impede que você trabalhe plenamente e os projetos mais importantes acabam sendo postergados.