Recursos Humanos RH em BH
5 frases desastrosas na hora da entrevista de emprego

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Postura em Redes Sociais - Como você pode ser visto?

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Marketing pessoal: um dos pilares para o sucesso

terça-feira, 28 de março de 2017

A importância do feedback

quinta-feira, 30 de março de 2017

Recursos humanos ou departamento pessoal?

terça-feira, 11 de abril de 2017

6 dicas para arrasar na entrevista de emprego

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Plano de carreira: faça já o seu

terça-feira, 18 de abril de 2017

3 motivos para ter um profissional RH

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Recursos Humanos RH em BH
Recursos Humanos RH em BH
Recursos Humanos RH em BH

Postura em Redes Sociais - Como você pode ser visto?

Marketing Company      terça-feira, 8 de novembro de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

Recursos Humanos RH em BH

O tão sonhado emprego pode ser frustado por motivos que podem ser evitados: a postura nas redes sociais é um exemplo. Os recrutadores ficam atentos a todos os aspectos relacionados aos candidatos, portanto de nada adianta ter um currículo abastado de requisitos e competências, se a pessoa tem comportamentos e postura inadequados em redes sociais.

Já é sabido que recrutadores costumam “espiar” a rede social dos possíveis candidatos, afinal ela revela nuances de comportamento que o currículo não consegue repassar. Isso tudo antes mesmo da entrevista, ou seja, de conhecer pessoalmente o profissional.

Quando alguém é contratado, a empresa espera que essa pessoa vista a sua camisa. Em alguns casos a aparente inofensiva postagem na rede social pode refletir o que o funcionário da empresa de fato pensa. Na velocidade do tempo e dependendo da abrangência da empresa, aquela opinião duvidosa pode ser considerada a mesma da instituição, por associação feita pelas pessoas.

Muitas pessoas são até mesmo eliminadas dos processos em etapas finais, pois tem postagens com viés contrário aos valores da empresa. Imagine a situação de se ter todas as chances de conseguir um bom emprego, e vê-la indo por água abaixo por conta de uma postagem negativa?

As opiniões postadas podem ter cunho preconceituoso, racista, xenofóbico, machista, política extremista, podem ser atacando a própria empresa em algum dos seus âmbitos. Esses casos são mais graves e provam que a pessoa tem inúmeros preconceitos e ainda reverbera discursos de ódio nas redes sociais.

Mas existem outras postagens, as quais parecem mais brandas, mas são igualmente reprovadas pelos recrutadores. Por exemplo: sabe aquelas publicações com estilos de indireta? Parecendo “desabafos”! Para os recrutadores isso significa que será um hábito recorrente da pessoa diante as situações delicadas que passar na empresa. É important o cuidado com o estilo de postagem que sugerem provocações, emitem opiniões ácidas, imagens e vídeos contendo humilhações ou situações similares. Com certeza isso também não é bem visto pelos recrutadores.

Portanto o ideal é ser discreto nas redes. Por mais ferrenha que seja a sua crença em determinada questão, o ideal é debater apenas frente a frente, sem se esconder atrás de uma conta de rede social. Essa dica também vale, pois talvez o posicionamento da pessoa não seja o mesmo da empresa. Esse conflito ideológico também pode gerar reprovação por parte das pessoas que fazem o processo seletivo.

O ideal é usar esses mecanismos tecnológicos em prol da sua imagem. Faça postagens mais amenas, em favor de boas causas, poste suas conquistas (mas de forma comedida, sem exageros), faça um marketing pessoal positivo.

A sua reputação online é tão importante quanto à offline. O agravante da primeira são as informações se disseminam em questão de segundos e a má interpretação por parte das pessoas também é rápida, por vezes, sem direito de retratação.