Recursos Humanos RH em BH
5 frases desastrosas na hora da entrevista de emprego

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Postura em Redes Sociais - Como você pode ser visto?

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Marketing pessoal: um dos pilares para o sucesso

terça-feira, 28 de março de 2017

A importância do feedback

quinta-feira, 30 de março de 2017

Recursos humanos ou departamento pessoal?

terça-feira, 11 de abril de 2017

6 dicas para arrasar na entrevista de emprego

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Plano de carreira: faça já o seu

terça-feira, 18 de abril de 2017

3 motivos para ter um profissional RH

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Recursos Humanos RH em BH
Recursos Humanos RH em BH
Recursos Humanos RH em BH

Liderança X Ego

Inovar BH      quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Compartilhe esta página com seus amigos

Atualmente o ego inflado tem se tornado uma das características mais presentes dentro de uma organização. Algumas posturas pautadas pela vaidade podem ser altamente perigoso para alguns líderes. Tomar decisões impulsionados pela necessidade de provar sua autoridade, pode se tornar um problema para a posição de liderança. Esse tipo de comportamento pode significar imaturidade, falta de controle emocional e insegurança; caracteristicas inadmíssiveis para um líder. 

É claro que o ser humano pode ter atitudes narcisistas, tanto para reforçar o amor próprio ou até mesmo pelo orgulho de suas realizações e de forma saudável externar sua autoestima. O problema é quando essa vaidade se torna excessiva e se transforma em arrogância, autoritarismo e falta de empatia. O líder com esta característica não teme seus pares e nem valoriza os outros.

Um líder egocêntrico tem dificuldades para aceitar falhas e sempre tem a necessidade de se destacar nem que para isso tenha que depreciar o outro o que é altamente danoso e destrutivo no contexto organizacional. Medidas impositivas configuram posturas inadequadas frente aos liderados. Um gestor não precisa medir forças ou competir com sua equipe, na verdade é justamente ao contrário, valorizando as competências de cada um obtêm-se resultados muito maiores e satisfatórios.

Se você é um líder com tendências narcisistas o convívio pode se tornar difícil não apenas com seus liderados, também com a alta gestão da empresa. Um cargo de gestão exige mais do profissional, que passa a ter novas responsabilidades e atribuições. Porém, adotar uma conduta ríspida, fria e autoritária com os colaboradores é definitivamente o caminho para o fracasso. A equipe não se sentirá representada, não terá desejo de atender as demandas, de fazer melhor, não terá motivação e engajamento já que o líder não é empático.

Ter humildade é conhecer suas próprias limitações e dessa forma ser norteado por essa consciência. A despretensão abre portas para o aprendizado o que é fundamental para as relações em equipe.